Casual Day: O dia da confusão!


 

Por Sabina Donadelli

Muitos diretores de empresas importantes têm abolido o casual-day das sextas-feiras em função do “show de horrores” que costumam presenciar. Há pessoas que confundem casual-day com holiday, valendo-se de trajes incompatíveis e inadequados com a credibilidade que o seu cargo ou função exige. Se isso ainda não aconteceu lá onde você trabalha, reúna o pessoal e proponha uma série de medidas antes que seja tarde demais.

Afinal, existe um certo charme e até uma alegria no ar quando nos deparamos todos com um visual mais descontraído, que remete para o tão esperado final de semana. Seria mesmo uma pena ter que trabalhar de traje social todos os dias. Para tentar minimizar o risco veja algumas dicas e tenha sempre em mente o seguinte: o cliente pode aparecer na sexta-feira às 15h e você precisa estar preparado para atendê-lo. A roupa inadequada pode passar a idéia de que ele chegou na hora errada. E isso representa, na certa, uma perda para empresa e para você pessoalmente.

Na prática, um pouco de formalidade e capricho é o que se espera no casual-day. Trata-se de algo mais elaborado que o traje esporte, mas não tão sofisticado quanto o social. Para as mulheres o ideal é usar pantalonas e túnicas, tailleurs de calça ou saia, com blazer. As bolsas podem ser grandes e vistosas. É possível usar sandália de salto se estiver fazendo calor. Entretanto, convém usar tudo que remeta ao “sexy” com muita moderação. Os tecidos mais indicados são os mais secos, como seda, super-100, linho, algodão e jérsei.

Por falar nele, o jérsei não amassa, e por isso garante conforto e elegância durante as oito horas de labuta. Evite brilhos nos acessórios e na maquiagem. Sim, é sexta-feira e o pessoal do escritório vai esticar para um happy-hour. O melhor é levar uma maquiagem mais ousada na bolsa e aplicar depois que sair do escritório. O mesmo vale para brincos e colares. Para os homens, mesmo durante o dia, não se dispensa o blazer, com ou sem gravata.

As camisas podem ter botão no colarinho e os sapatos podem ser de amarrar ou de calçar. É possível usar um modelo menos clássico, mas é bom evitar sapatos com brilho, como os envernizados. Com roupas claras o sapato marrom combina melhor, sem risco de comprometer o visual. Tênis jamais! No casual-day é possível, ainda, usar uma calça de brim de algodão e camisa.

Alguns exemplos não permitidos para uso no “casual day” e ao longo da semana durante o trabalho, segundo Claudia Matarazzo, para os homens são: jeans velho, com barra desfiada ou com recortes; calças com passantes sem cinto; calças com elásticos na cintura; camisetas com piadinhas ou estampas enormes; camisetas sem mangas; moletons; bonés; roupas do tipo exército ou camuflagem; tênis ou sapatênis; shorts ou bermudas; chinelos; meias grossas de futebol ou brancas e camisetas de times de futebol.

 Já para as mulheres os grandes inimigos são: tomara que caia; tops ou barriguinhas de fora; tecidos sintéticos ou brilhantes; jeans justíssimos; chinelos ou sapatos com calcanhar de fora, tipo “mules”; tecidos aderentes; detalhes ou peças com estampas imitando couro de animais; roupas de ginástica; shorts ou bermudas curtas; e qualquer outra vestimenta que mostre mais do que se deve.

Por fim, lembre-se: a roupa inadequada pode passar a impressão de que você preferiria estar em outro lugar, inclusive fora da empresa. Ainda que seja sexta-feira e que o final de semana esteja prometendo, o local de trabalho é sempre uma oportunidade de mostrar aos outros que você merece o lugar que ocupa e que está pronto para muito mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s