Veja 5 erros que devem ser evitados na hora de negociar o salário


Negociação deve ser firme e cordial; profissional deve saber seu valor.
Mentir sobre quanto ganha e aceitar qualquer oferta são os principais erros.

Do G1, em São Paulo

Profissional deve saber seu valor e negociar de forma firme e cordial

A negociação salarial pode ser um desafio até mesmo para os profissionais mais experientes. Afinal, ninguém quer acabar com uma grande oportunidade por ter expectativas elevadas. Por outro lado, ninguém quer aceitar uma oferta qualquer.

Segundo o Glassdoor, site de avaliação de empresas norte-americano, o profissional deve buscar o equilíbrio para conseguir negociar o salário de uma forma firme e cordial, sem perder a oportunidade de emprego.

Veja abaixo 5 dicas para negociar o salário:

Negociar salário - saber seu valor (Foto: G1)

Para comprar um carro, uma casa ou para gastar dinheiro em qualquer outra coisa, a maioria das pessoas faz a lição de casa antes de tomar uma decisão. Isso também deve ser feito na negociação salarial.

Quem vai pedir um aumento ou está procurando um novo emprego deve saber seu valor antes de considerar uma oferta. É importante saber o seu ‘valor de mercado’, ou seja, qual é a remuneração média atual para a sua profissão, cargo e nível de escolaridade.


Negociar salário - ter pressa para discutir o salário (Foto: G1)

É normal querer saber o valor do salário logo no início da entrevista e até mesmo na hora em que é convidado para a entrevista, mas isso pode fazer com que o profissional acabe ficando fora do ‘jogo’ antes mesmo de ter a chance de impressionar o recrutador.

A melhor opção é discutir o salário no final da entrevista, quando o entrevistador provavelmente já terá decidido se o profissional é ou não adequado para a posição e pode até considerar se vale a pena pagar um pouco mais para ter uma pessoa mais qualificada.


Negociar salário - aceitar a primeira oferta (Foto: G1)

Mutio frequentemente candidatos aceitam a primeira oferta de salário por ter medo que o recrutador vá simplesmente passar para o próximo candidato, caso ele não aceite. Mas, com a ‘guerra’ que existe atualmente por talentos, as empresas já estão até preparadas para uma possível negocicação. Analisar o pacote de benefícios também deve entrar na rotina do candidato.


Negociar salário - mentir sobre o quanto ganha (Foto: G1)

O profissional quer ganhar o máximo possível, mas se isso for acontecer por vias desonestas, talvez não valha a pena. Afinal, se o potencial empregador descobrir, a chance de ele continuar oferecendo o cargo é muito pequena. Caso o profissional já tenha sido contratado, ele pode até correr o risco de ser demitido.


Negociar salário - abrir negocicação logo após a primeira oferta (Foto: G1)

Se a oferta salarial for aceitável ou muito baixa talvez seja melhor ‘digerir’ o que foi dito antes de tomar algum tipo de decisão. O profissional pode perguntar sobre detalhes do pacote de benefícios e quais as chances de crescer empresa para conseguir tempo para argumentar o valor. Além disso, o profissional também deve avaliar se o novo cargo vai beneficiar sua carreira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s