Gafes – O que não fazer em alguns países


etiqueta

 

 

 

Muitos de nossos hábitos, costumes, gestos, e atitudes tem conotação que poderão deixar você numa baita saia justa no exterior. Veja abaixo alguns deles:

  • Gafes: o que não fazer no Oriente

INDIA

  • Não pega bem usar roupas justas e muito decotadas, você chamará muito a atenção
  • Pele clara é muito admirada pelos indianos

CHINA

  • Jamais recuse a comida que lhe oferecerem, é um verdadeiro insulto. Se não conseguir, disfarce, coma um pouco e espalhe o resto pelo prato.

JAPÃO

  • Os japoneses sempre cumprimentam as pessoas curvando-se para frente com insistência, demonstram mais respeito.
  • Falar alto pega muito mal, gargalhar de uma piada é ainda pior, principalmente para as mulheres
  • É indelicado espirrar diante de outras pessoas
  • Toma-se sopa direto na tigela, sem colher
  • Não se espera receber gorjetas por serviços prestados
  • Não elogie demais um japonês, ele irá encarar como falsidade

 

  • Gafes: o que não fazer nos EUA e Canadá

ESTADOS UNIDOS

  • Fumar em recintos fechados é, além de muito indelicado, proibido em vários restaurantes, aeroportos, prédios comerciais e shopping centers. Olhe ao seu redor para ver se existem sinais de “proibido fumar”, pergunte à recepcionista de restaurante se o mesmo tem área para fumante, procure por áreas exclusivas para fumantes em alguns estabelecimentos públicos antes de acender seu cigarro, as multas são pesadas e no mínimo você vai passar pelo vexame de ser convidado a se retirar do recinto, pois o patrulhamento antitabagista é muito severo.
  • Não cumprimente alguém com beijinhos e abraços, a não ser que esta pessoa já esteja familiarizada com este hábito brasileiro. Normalmente o americano estende a mão para o cumprimento.
  • Sempre que você esbarrar acidentalmente em alguém, diga “excuse me” ou “sorry”.
  • Nunca esqueça de acrescentar a gorjeta à conta do restaurante, caso você seja atendido por um garçom ou garçonete. A gorjeta é parte forte do salário deles. E ao carregador de malas do hotel ou aeroporto costuma-se dar a gorjeta de US$ 1 por volume.
  • Chegue sempre no horário marcado, seja para um jantar, almoço de negócios, reuniões, consultas ou simples encontro informal. Ao reservar uma mesa num restaurante, espera-se que a pessoa chegue com cerca de quinze minutos de antecedência e quem convidou deve ser o primeiro a chegar.
  • Evite confusões com autoridades
  • É indelicado perguntar quanto uma pessoa ganha ou pesa
  • É prudente sempre perguntar como uma pessoa prefere ser chamada, pelo primeiro nome ou sobrenome precedido por Miss, Mrs ou Mr.

CANADÁ

  • Canadenses não gostam de comparações sobre seu país com os EUA
  • Os canadenses também prezam pela pontualidade

 

  • Gafes: o que não fazer na Europa

FRANÇA

  • Jamais use palitos de dente em público.
  • É indelicado um homem estar de pé, com as mãos no bolso, conversando com alguém
  • Não se usa chamar alguém pelo primeiro nome em contatos comerciais
  • Os franceses sempre lhe tratarão muito melhor se você demonstrar conhecer algumas palavras em francês

INGLATERRA

  • “Pontualidade Britânica” é verdade, os ingleses são os mais pontuais do mundo. Um trem, por exemplo, parte com horários quebrados, às 8h31
  • Ao contrário dos americanos, os ingleses fumam muito, nos bares, hotéis, restaurantes, todo lugar
  • Os ingleses acharão você um verdadeiro bárbaro se o virem molhar o pão no molho que sobrar em seu prato

ITÁLIA

  • Os italianos comem vários tipos de pratos numa mesma refeição, mas não ache estranho se a salada vier depois do prato principal
  • Como os ingleses, os italianos fumam muito e em todos os lugares
  • Nunca apalpe uma fruta para ver se está madura, você poderá ser xingado

ALEMANHA

  • O homem sempre toma a iniciativa do drinque, nunca as mulheres
  • Um homem nunca deve tirar o paletó e arregaçar as mangas, mesmo se estiver muito calor, pode parecer muito desleixado
  • Quando estender a mão para cumprimentar alguém nunca deixe a outra mão no bolso, isso demonstra muita falta de educação

ESPANHA

  • Espanhóis também fumam em toda parte
  • Não estranhe se encontrar o comércio fechado após o almoço, os espanhóis costumam fazer a “ciesta” por algumas horas

 

  • Gafes: o que não fazer em outro país

Diferenças culturais, este é o ponto!

Muito cuidado! Você pode não achar estranho se comportar normalmente durante uma viagem ao exterior. Para nós, brasileiros, pode parecer que tudo está normal, mas aos olhos de estrangeiros pode virar grosseria.

Viagem ao exterior a trabalho, turismo ou estudos será sempre motivo de análise quanto ao comportamento adequado a cada lugar por onde você passar.

Se você optar por se hospedar numa homestay (casa de família), mais profunda deverá ser a avaliação pessoal em conhecer um pouco mais sobre a cultura local, para que você não só evite cometer gafes quanto se surpreenda com a atitude deles.

O brasileiro é conhecido por ser um povo caloroso, amigável, divertido mas também por achar que pode tudo em qualquer lugar do mundo. Aquele “jeitinho brasileiro” pode ser considerado um grande insulto e demonstração de falta de educação lá fora. Falar alto em público, andar em grupo pelas ruas às gargalhadas, fotografar pessoas, cumprimentar as pessoas com beijinhos e abraços, chegar atrasado, fazer certos sinais com as mãos, infringir leis de trânsito e fumar em recintos fechados são alguns detalhes que poderão criar situações extremamente embaraçosas para você. Usar um minúsculo biquíni brasileiro pode chamar muito a atenção, mesmo nos países europeus onde o topless é algo visto com muita naturalidade.

Como evitar? Primeiro observe as atitudes das pessoas, na dúvida pergunte para alguém, não se sinta envergonhado, não há nada errado em perguntar. Mas cuidado, lembre-se que uma palavra traduzida ao pé da letra para outro idioma, pode dar um sentido completamente diferente àquilo que você quer expressar. Procure sempre ter consigo um guia turístico do país a ser visitado e pequenos dicionários de bolso, que além de tudo ajudam o turista conhecer as frases mais importantes.

Alguns exemplos a considerar

Gestos e sinais utilizados com as mãos podem trazer sérios embaraços, pois um mesmo sinal pode significar coisas muito distintas em diferentes países:

Um círculo feito com o polegar e o dedo indicador é algo obsceno para os brasileiros, mas para os americanos significa OK, para os japoneses sinal de dinheiro, para os franceses algo sem valor e para os alemães é o mesmo que xingar alguém de idiota.

Na Tailândia e na Bulgária, os movimentos de sim e não feitos com a cabeça, são invertidos. Na Austrália, o “V” da vitória ou o gesto de “positivo” quer dizer que você está mandando alguém para um lugar muito indevido. Na região da italiana Sardenha, na Turquia e na Grécia, o gesto usado para pedir carona vira um convite sexual. Nos países árabes é grosseiro sentar-se e mostrar a sola dos sapatos, pois é considerada a parte mais suja.

  • Uma gafe inesquecível, por Isis de Freitas Carvalho

Minha irmã foi para o Canadá estudar e conheceu muitos japoneses que também eram estudantes. Uma noite todos saíram para um barzinho e depois de pedirem bebidas resolveram brindar. Minha irmã levantou seu copo e disse: “tim-tim”. Os japoneses ficaram horrorizados e levaram o maior susto. Minha irmã e os outros brasileiros que estavam lá não entenderam o porquê do espanto.

Depois é que a situação foi esclarecida: “tim-tim” é como chamam o genital masculino no Japão!

Depoimento de Isis de Freitas Carvalho, Valinhos/SP

Fonte: http://www.passagensaereas.com.br/gafes.htm

Francês para viagem – A reserva do hotel


Francês para viagem – A reserva do hotel

Posted: 14 Mar 2011 10:07 AM PDT

 

Salut! Ça va?

Viajar é muito bom, não é? Então vamos nos preparar para uma viagem à França aprendendo algumas expressões usadas quando vamos reservar um quarto num hotel.

Je voudrais… – Eu gostaria…
J’aimerais… – Eu gostaria/adoraria…

faire la réservation d’une chambre pour une semaine de … à … – fazer a reserva de um quarto por uma semana de … a …

réserver una chambre simple/double – reservar um quarto simples/duplo

pour trois jours – por três dias
pour trois nuits – por três noites

Est-ce que vous avez des chambres disponibles pour la deuxième semaine de juillet? – O senhor tem quartos livres para a segunda semana de julho?
Pardons, mais nous sommes complets. – Desculpe-nos, mas estamos lotados.

Combien coûte la chambre double/simple? – Quanto custa o quarto duplo/simples?
Quel est le prix par jour d’une chambre simple/double? – Qual é a diária de um quarto simples/duplo?
La tarif d’une chambre double… – O preço de um quarto duplo…

Le pétit déjeuner est compris/inclus? – O café da manhã está incluído?
Oui, le pétit déjeuner est compris dans le prix. – O café da manhã está incluído no preço.

Vous acceptez toutes les cartes de crédit? – Vocês aceitam todos os cartões de crédito?
Nous acceptons/travaillons avec Amex, Visa et Mastercard. – Aceitamos/Trabalhamos com Amex, Visa e Mastercard.

Est-ce que vous avez une connexion Internet haut débit dans la chambre? – Vocês têm conexão de internet banda larga no quarto?

Est-ce que vous pouvez nous recommander un autre hôtel…? – O senhor pode nos recomendar um outro hotel…?
dans le coin – nas redondezas
dans le quartier – no bairro
dans la région – na região
près d’ici – perto daqui

C’est tout pour aujourd’hui! On se voit demain!

Fonte: http://www.dicasdefrances.com.br/

 

Dicas de Etiqueta – Viagens


 
Devo seguir as regras de comportamento de um país?
Em Roma, como os romanos. Claro que você não precisa se converter ao budismo quando for à Tailândia nem virar judeu em Israel. Mas não custa respeitar alguns hábitos de cada país para não passar por constrangimentos ou mesmo por situações perigosas. Uma gafe muito grande pode inclusive atrapalhar o fechamento de um negócio, porque o interlocutor pode interpretar mal o seu comportamento. Antes de embarcar, procure informar-se ao máximo sobre os costumes do destino:
1) Na Grã-Bretanha, não coloque a mão no bolso durante a conversa
2) Nos Estados Unidos, não se assuste se alguém perguntar quanto você ganha
3) Cartão de visitas é quase um documento no Japão. Dê o seu primeiro e receba o da outra pessoa com as duas mãos
4) Nos países muçulmanos e também na Índia e na Tailândia, evite levar alimentos à boca ou cumprimentar alguém com a mão esquerda, reservada à limpeza íntima
5) No Nepal e na Tailândia é tabu tocar na cabeça das crianças, para não perturbar seus espíritos
6) Ainda em partes da Ásia, ao sentar-se no chão, a etiqueta recomenda não mostrar a sola dos pés para as outras pessoas
7) Na China, no Japão e na Coreia, espetar verticalmente os palitos usados em refeições no montinho de arroz de sua tigela traz mau agouro
8) Nos países islâmicos, pessoas do mesmo sexo às vezes se cumprimentam com um abraço e três beijos. Em compensação, qualquer contato físico entre os sexos é malvisto. Ao sentar, não apóie o tornozelo no joelho oposto
9) No Oriente Médio, na Turquia, na Indonésia e em outras áreas de predominância muçulmana, retire eventuais cintas, carteiras e acessórios de couro de porco antes de entrar nas mesquitas. As mulheres devem cobrir a cabeça com um véu ou um lenço, que, de preferência, esconda também os ombros
10) Os ombros também devem ser cobertos nas visitas a templos budistas nos países que adotam a religião. Para entrar neles, é preciso tirar os sapatos
11) Na Jordânia, Faixa de Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental, é melhor não usar o kefieh (o lenço tribal palestino) como saída de praia, pano de chão, capacho, canga ou lenço de nariz
12) No Japão, na China e na Coréia, é normal fazer o maior barulho possível ao sugar a sopa
 
Existem regras de bons modos num avião?
1) Deixe o banheiro limpo
2) Não fale em voz alta
3) Apague a luz de leitura à noite
4) Antes de abaixar o encosto, veja se não incomodará a pessoa de trás
5) Tome cuidado para não bater a bagagem em quem está sentado
6) Não leve travesseiros e mantas
7) Comissário não é barman! Tente poupar a tripulação, mesmo que você seja um ilustre personagem da primeira classe. Os comissários não estão lá para resolver problemas de insônia, dor nas costas ou falta de ombro amigo
8) Nem pense em abrir o bagageiro no meio da noite para conferir as compras. Equivale a fazer arrumação no armário no meio da noite enquanto o companheiro tenta dormir
9) Maneire na birita! – Bêbados costumam ser chatos em qualquer circunstância. Num avião, tornam-se insuportáveis. Já é norma fazer os exagerados descer na primeira escala
 
Como se portar num hotel?
1) Mantenha o quarto em ordem
2) Não faça barulho nos corredores
3) Não leve para casa objetos como cinzeiros e toalhas
4) Verifique se precisará usar gravata no jantar
5) Não pegue mais de um prato de uma vez durante as refeições
6) Não dê mergulhos ruidosos na piscina
7) Vá procurar sua turma!  Não há motivo para cultivar uma intimidade excessiva com porteiros, camareiras e garçons. A maioria não gosta muito dessas intimidades
8) Fale com o dono do circo:  aprenda a reclamar para a pessoa certa: não adianta falar da limpeza do quarto com a camareira; há um responsável por isso acima dela. O mesmo se aplica ao pessoal do restaurante e recepção
9) Fique fora da presepada: Lobby de hotel não é estação de trem: você pode marcar encontros, ler seu jornal e tomar café enquanto espera. Mas, montar acampamento, divertir-se com a turma ou ficar falando alto ali está fora de cogitação. Nas áreas de uso comum, discrição é a palavra-chave
 
Como não ser o cliente chato em uma loja?
Não seja pidão! Não insista pedindo brindes e amostras grátis. Cada loja tem uma política para isso e, ademais, da próxima vez você vai querer ser tratado como um cliente vip e não como um turista mala, certo? Malandragem, dá um tempo… Nos Estados Unidos, mercadoria com a etiqueta pode ser trocada até mesmo seis meses depois da compra. Mas não queira bancar o espertinho e abusar da boa-fé.
 
Cumprimentar é permitido?
No Brasil, apertos de mão, abraços e até mesmo beijos em mulheres são aceitáveis. Mas, fora daqui, esqueça a mão no ombro, os sorrisos insistentes e intimidades em geral. Beijinhos, então, são impensáveis. O melhor é inclinar o corpo para a frente e esperar o aperto de mão: o anfitrião sinalizará.
 
O que é legal numa viagem executiva?
1) Não toque no interlocutor
2) Não pergunte sobre a vida pessoal dele nem fale sobre a sua
3) Ceda sempre a passagem
4) Não fofoque sobre os colegas
5) Cuidado com a bebida (existe gafe pior do que ficar bêbado?)
6) Seja pontual
7) Dê gorjetas
8) Ouça duas vezes mais do que fala
 
Preciso ser formal num navio?
Antes de embarcar, saiba o que levar para a programação noturna: noites de gala pedem smoking e vestido longo; noites formais, terno e gravata; informais, blazer. Nos navios de alto luxo, há os três tipos de noite. Nos de luxo, elas podem ser formais e informais, mas bermudas são vetadas. Já os casuais não exigem formalidades.
 
Em casa alheia, como me portar?
Cuidado: a relação entre anfitrião e visitante que chega de mala e cuia é sempre delicada. Bastam alguns passos em falso e você, que foi tão bem recebido ao chegar, transforma-se em um hóspede indesejado, que nunca mais será convidado a voltar. Para evitar isso, use o bom senso, procure ser mais gentil que de hábito e siga algumas regras básicas de etiqueta. Como estas:
1) Não chegue de surpresa: antes de viajar, entre em contato com seu anfitrião, pergunte claramente se ele pode recebê-lo no período tal e só bata na porta dele depois de ter combinado os detalhes, até a data da volta. Naturalmente, você a respeitará: não há coisa mais desagradável que hóspede que vem para passar três dias e vai ficando…
2)Leve um presente: uma bebida, um doce típico, um livro ou até um disco de música brasileira, se você souber o estilo que ele mais aprecia
3) Colabore nas despesas: nada de esperar que o dono da casa arque com todos os gastos. Se tiver intimidade, ofereça-se para dividir a conta das compras da casa. Ou, se preferir, observe o que ele costuma consumir e surpreenda-o. Quem quer agir não espera nem fica perguntando, porque o anfitrião pode ficar sem graça e recusar a gentileza. Preparar um jantar típico brasileiro para anfitriões estrangeiros também pega muito bem, desde que se peça a autorização para usar a cozinha
4) Ajude na limpeza: cuidar da arrumação do quarto e não fazer bagunça é regra básica. Mas vá além disso e procure dar uma mãozinha nas pequenas (e aborrecidas) tarefas do dia-a-dia, como tirar a mesa e lavar a louça, sobretudo quando não há empregada na casa
5) Não folgue com o chuveiro: a maior parte dos europeus não cultiva o hábito de tomar longos banhos todos os dias. Aborde o assunto com delicadeza. Você pode oferecer uma contribuição para o pagamento da taxa de água, que é muito alta
6) Não peça emprestado: leve xampus, hidratantes, cremes de barbear ou artigos de maquiagem e só use o que for seu
7) Não se pendure no telefone: é aconselhável não dar o número dele para os outros sem permissão prévia. Interurbanos estão banidos, exceto se forem a cobrar
8) Respeite os horários da casa: horários de chegada e saída, assim como as chaves da casa, devem ser negociados previamente com o anfitrião
9) Reponha as perdas: procure respeitar as bebidas e comidas do anfitrião. Só tome um vinho se tiver certeza de poder colocar de volta outro com a mesma qualidade. A mesma regra se aplica a tudo o que você estragar, por azar ou inépcia
10) Não deixe rastros: no fim da visita, cheque tudo. Se você quer preservar o amigo e voltar nas próximas férias, reserve o último dia para deixar a casa dele limpa, com as luzes e o gás desligados, a geladeira livre de comida perecível e o lixo do lado de fora
11) Dê um presente para a dona da casa e, com discrição, uma boa caixinha para a empregada. O ideal é de 15 a 20 reais por dia.

Glossário de Turismo


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recomendo às secretárias e afins a fazerem um curso de agente/emissor de passagens nacional/internacional. Dá pra aprender muita coisa além do mais, vc não ficará mais com cara de boba quando sua agência falar na língua do “turismês!. Eu fiz e foi ótimo!

A

ABREVIAÇÕES – As mais comuns usadas nos timetables são:

DEST = destino

FREQ = frequência

CNX = conexão

EQUIP = equipamento

E/S = escalas/stops

KM/ = quilômetros

 Sinais usados, considerando que trata-se sempre de horário local:

 + depois do horário de chegada = a chegada será no dia seguinte ao da partida

# depois do horário de chegada = a chegada será no segundo dia após a partida

– depois do horário de chegada = a chegada será no dia anterior ao da partida

AIRCRAFT – Aeronave

AIRSHOW – Tela que fornece, durante a viagem, várias informações sobre vôo, tais como latitude, velocidade, temperatura externa, tempo de vôo, previsão da chegada.

AISLE SEAT – Assento no corredor.

APARTAMENTOS CONJUGADOS – Apartamentos com acesso de um para o outro, por meio de uma porta interna.

ARRIVALS – Tabelas informativas contendo a previsão chegada dos vôos nas próximas horas.

ASSENTOS (como escolher) português janela meio corredor

 inglês window middle seat aisle

 francês fênetre au millieu coloir

alemão fenster mitte gang

italiano finestrino mezzo corredoio

B

 BACK OF THE HOUSE – Áreas não expostas ao público, de circulação interna dos funcionários

BAGGAGE CLAIM – Reclame de bagagem

BALCONY – Apartamento ou suíte com varanda

BELL BOY – Mensageiro

BELL CAPTAIN – Capitão-porteiro ou chefe dos mensageiros

BLACK OUT – Período de embargo, ou seja, bloqueado para utilização. Utilizado para bloquear períodos impedidos para voar como milhagem.

C

CARRY ON – Bagagem de mão. Não pode pesar mais de 5 quilos (segundo as regras IATA)

CASH-CASH – Pagamento à vista

CASHIER – Balcão-caixa do hotel.

CATERING – É a empresa que cuida de toda a área gastronômica da aviação. CHECK IN EXPRESS – Atendimento de check in para pessoas que viajam sem bagagem, e não precisam despachar malas.

CIP – COMMERCIAL IMPORTANT PERSON – Pessoa comercialmente importante.

CITY TOUR – Passeio de conhecimento pela cidade.

COCKPIT – FLIGHT DECK – Cabine do comandante da aeronave.

CODE-SHARING – Acordo entre duas ou mais empresas aéreas, pelo qual cada um cede uma quota de assentos para a outra.

COLLECT CALL – Chamada a cobrar no local de destino. Com os números abaixo você pode fazer chamadas a cobrar no Brasil, de qualquer telefone, inclusive de telefones públicos, falando em português. Em alguns países, é necessário colocar cartão ou moeda para dar o tom de discagem.

CONCIERGE DO HOTEL – O conciérge é o funcionário do hotel que é treinado para oferecer informações aos hóspedes, da reconfirmação de seu vôo de volta, à reserva de restaurantes e shows.

CREDIT CARD – Pagamento com cartão de crédito.

CÓDIGO IATA – Códigos de duas letras que identificam as companhias aéreas. São eles:

AF Air France

TP TAP

AA American Airlines

UA United Air Lines

 CONEXÃO – Significa que haverá pouso com troca de aeronave, antes de chegar à cidade destino.

 CREW LINE – Fila restrita ao atendimento da tripulação das empresas aéreas.

 CUSTOMS OU ADOUANE – ALFÂNDEGA – Controle de bagagem, o passageiro deverá escolher entre “bens a declarar”, quando estiver trazendo ou levando itens que necessitem declaração ou que estejam acima do limite do valor permitido, ou “nada a declarar”, quando não estiver trazendo nada além do permitido.

D

DAY USE – Utilização do hotel pelo dia, não pernoitado.

DETAX – Em alguns países da Europa, o valor correspondente aos impostos locais, que são cobrados para todos no ato da compra, serão devolvidos aos turistas não residentes nos balcões específicos do aeroporto, apresentando-se o passaporte e a nota original de cada compra.

DIÁRIA – Entende-se por diária cada noite dormida no estabelecimento. DOUBLE ROOM – Apartamento para acomodar duas pessoas.

DOUBLE ROOM – KING SIZE BED – Apartamento para duas pessoas com cama de casal tamanho grande.

 DOUBLE ROOM – QUEEN SIZE BED – Apartamento para duas pessoas com cama de casal pequena.

DOUBLE ROOM – TWIN BEDS – Apartamento para duas pessoas com camas separadas.

DOWN GRADE E STEP DOWN – É o oposto do up grade. Pode ocorrer por motivos diversos como, por exemplo, a não disponibilidade de assentos.

DUTY FREE SHOP – Lojas do aeroporto ou de cidades que não cobram as taxas de importação.

E

EARLY CHECK IN – Menciona-se que o passageiro precisa de um early check in quando ele se apresentar no hotel antes do horário estipulado.

EMERGENCY DOOR – Saída das portas de emergência.

 ESCALA – Um vôo com escala significa que irá ocorrer um pouso em uma ou mais cidades durante a viagem sem que haja a troca de aeronave.

F

FASTEN SEAT – Comando para afivelar o cinto de segurança.

 FEET – Frota.

FINGER – Túnel que leva os passageiros do gate(portão de embrque) à porta da aeronave.

FOLDER – Folheto com fotos e informações do hotel.

 FULL FARE – Tarifa cheia, normal sem restrições. Aplicável na classe econômica (mais cara), executiva e primeira.

G

GATEWAY – Porta de entrada utilizada em aeroportos.

GUEST – É você, o hóspede.

H

HIGH SEASON OU ALTA ESTAÇÃO – Período de maior fluxo de clientes.

HOUSE KEEPER – Governanta ou chefe das arrumadeiras.

I

 IATA – É o órgão maior no turismo. A agência credenciada pelo IATA goza de reconhecimento internacional e tem credibilidade diante de todas as companhias aéreas e redes hoteleiras do mercado.

INVOICE – Forma de pagamento faturado.

ITINERÁRIO DE VÔO – Todo bilhete de passagem deve vir acompanhado de seu itinerário de vôo. Ele deve informar o nome do passageiro, e itinerário de toda a viagem, informando a companhia aérea, os horários de saída e de chegada, o tempo de vôo, o número de escalas de cada segmento, o tipo de refeições servidas a bordo e o número do assento previamente escolhido e marcado.

 J

 JET LAG – Mal-estar causado pelo fuso horário.

L

 LATE CHEK OUT – Solicita-se um late check out quando o hóspede irá deixar o hotel após o horário estabelecido pela saída.

LAUNDRY – Lavanderia.

LOBBY – Saguão do hotel.

LOCAL CALL – Ligação telefônica local, sem interurbano.

LOCALIZADOR – Código alfanumérico pelo qual identificar-se toda a reserva.

LONG DISTANCE CALL – Chamada interurbana.

LOST AND FOUND – Departamento de achados e pedidos.

LOW SEASON OU BAIXA ESTAÇÃO – Período de menor fluxo de clientes.

 M

MANAGER – Gerente

MCO – MISCELANEOUS CHARGE ORDER – Uma ordem de serviço em forma de voucher.

 N

 NET FARE – Tarifa neto, livre de comissão ou encargos.

NON SMOKING SEAT – Assento para não fumantes.

NO SHOW – Não comparecimento de hóspede ou passageiro com reserva confirmada e não cancelada dentro do prazo estipulado.

NUC – NEUTRAL UNIT OF CONSTRUCTION – Unidade neutra de construção usada para cálculo de tarifas.

 O

ON LINE – Tratamos por on line os trechos voados com a mesma companhia aérea que não a detentora da maioria dos segmentos de viagem.

ONE WAY – OW – Um só destino a ser voado, somente de ida.

 OVERBOOKING – Venda de um número de assentos superior ao número de assentos disponíveis no vôo.

OVER FARE – O over é um desconto oferecido pelas companhias aéreas em algumas épocas do ano para incentivar as vendas, principalmente em baixa estação.

OVERSEAS – Referência para distância entre países separados pelo oceano.

P

PAX – Passageiro.

PENTHOUSE – Geralmente é a suíte mais luxuosa do estabelecimento, localizada na cobertura do edifício.

 PERNOITE – Unidade de medida de permanência de uma pessoa no estabelecimento por uma noite.

PERSON TO PERSON – Chamada pessoa a pessoa, ou seja, só aceitar a chamada atendida pela pessoa solicitada.

POUSO TÉCNICO – Pouso por motivo de abastecimento da aeronave ou necessidade de apresentação às autoridades locais.

 PTA – PRE PAID TICKET ADVIDE – É o pré-pagamento de uma passagem para o passageiro que irá embarcar em outra localidade.

R

 RECEPTION OU FRONT DESK – Balcão de recepção do hotel, onde faz-se o check in, recebe-se a chave do apartamento e são dadas todas as informações sobre as facilidades oferecidas pelo hotel.

ROOMING LIST – Lista de hóspedes por apartamento, enviadas previamente ao hotel, mencionando o nome dos hóspedes e forma de acomodação dos mesmos (single, double).

ROOM SERVICE – Setor responsável pelos alimentos e bebidas servidos nos apartamentos.

ROUND TRIP – RT – Viagem completa de ida e volta.

 S

 SAFETY BOX – Cofre

SINGLE ROOM – Apartamento para uma pessoa

SLOT – Horário pré-programado para decolagem.

SMOKING SEAT – Assento para fumantes (em extinção).

STAND BY – Adquirir uma passagem de stand by significa que você irá voar se sobrar algum lugar.

 STICKER – Adesivo da companhia aérea utilizado para remarcar com nova data uma passagem já emitida.

STOP OVER – Parada feita entre um segmento e outro.

STUDIO – Apartamento com pelo menos um sofá-cama na sala.

 SUÍTE – Apartamento com sala de estar e quartos separados.

SURFACE – Percurso feito por superfície através de qualquer meio de transporte, exceto aéreo.

T

TAKE-OFF – “Ready to take off” ou “Pronto para decolar”. Expressão usada pelo comandante da aeronave para avisar à torre de controle que está pronto para decolar.

 TARIFA ACORDO – É a tarifa acordada entre um hotel ou a companhia aérea e uma empresa e/ou agência de viagens.

TARIFA EMBARQUE – Taxa para pagar as despesas aeroviárias.

 TARIFA RUN OF THE HOUSE – Tarifa-balcão, que permite um up grade de acomodação no momento do check in. Ou seja, você reserva um standard room e se no momento de seu check in houver uma suíte júnior disponível, ela será sua.

 TIMETABLE – Tabela ou livro contendo os horários e a freqüência de vôos em todas as localidades que opera determinada companhia.

 TIP – Gorjeta.

TOUR CONDUCTOR – TC – Pessoa responsável que acompanhará grupos (no mínimo 15 pessoas) em alguma viagem ou serviço.

TRANSFER IN – Traslado de ida. Normalmente refere-se ao transporte do aeroporto do vôo de chegada ao hotel.

 TRANSFER OUT – Translado de volta. Neste caso, seria do hotel ao aeroporto.

U

UP GRADE OU STEP UP – Ter um up grade significa ser agraciado com uma classe superior àquela originalmente reservada.

 UP GRADE COM CERTIFICADOS EMITIDOS PELA COMPANHIA AÉREA – As companhias aéreas enviam para os seus passageiros mais freqüentes correspondências contendo certificados ou stickers, que deverão ser apresentados no momento da emissão das passagens para verificar a possibilidade de sua utilização e daí então obter o benefício.

UP GRADE COM MILHAGEM – Podemos conseguir um up grade de cabine utilizando as próprias milhas ou doadas.

V

 VIP – VERY IMPORTANT PERSON – Pessoa muito importante.

VISA OU VISTO DE ENTRADA – Para os países com os quais o passageiro brasileiro necessita de visto de entrada, o mesmo será concedido no consulado representante de cada país. Lembramos que o visto é de entrada no país, portanto deve estar válido na data de entrada.

 VOID – Trecho da passagem nulo.

VÔO CHARTER – Ou fretado é aquele previamente reservado e pago para empresa aérea por meio de um pool de operadoras.

 VOUCHER – É o comprovante, o contrato onde está mencionado o serviço a ser executado e os dados do estabelecimento contratado, como endereço, telefone, tarifa tratada, o localizador e o nome do titular do voucher.

VUSA OU AIR PASS – Passe aéreo dentro dos Estados Unidos.

W

WAKE UP CALL – Chamada para acordar.

WELCOME DRINK – Drink, bebida de boas-vindas.

WINDOW SEAT – Assento na janela.

Fonte: “Take Off – Primeiro Manual de Orientação e Conhecimento para Passageiros” in: Folha OnLine Turismo. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/preparese/glossario.shtml#u

SeatGuru – um show de site


seatguru

Sabemos que há muitos executivos que rodam o mundo e se tornam, com o tempo,  mais exigentes em relação a vôo, hotéis, etc.

Como muitas de nós, mortais, não viajamos para o exterior como eles, não temos a mesma “bagagem”, e muitos se esquecem que quem faz a reservas deles somos nós. Por esse motivo, temos a obrigação de “conhecer” o mundo melhor que eles e sem viajarmos.

Não seria bom se antes de reservarmos um hotel em Paris para o nosso executivo, tivéssemos que visitá-lo antes para saber se atenderá suas exigências? É, mas caindo das nuvens e voltando a Terra não é assim. E eis que para facilitar nossa vidinha já sofrida de secretary, surge um excelente site com mapas de assentos das melhores companhias aéreas do mundo.

Infelizmente, nada é perfeito, então não há mapas das empresas do Brasil e o site está em inglês.

Como organizo as viagens internacionais, e tenho que solicitar o assento “xyz” para o chefe, vê quais são as aeronaves pelos etickets, depois acesso o site e busco os mapas destas aeronaves, salvo todas e voilá! Entro em contato com a agência e peço pra reservar “na fila G” ou “na fila C”, por exemplo.

Lembre-se que nem todas as aeronaves possuem os mapas iguais, por isso, para uma viagem internacional é imprescindível saber antes onde seu executivo irá sentar-se.

O site é esse: http://www.seatguru.com/

Divirtam-se!

seatguru1